29 outubro 2014

As Contradições do PT

No período que antecedeu as eleições, o Partido dos Trabalhadores, principalmente na figura do seu 40.º ministro, o Sr. João Santana, difamou, mentiu e destruiu reputações. Novamente no cargo, a presidente fala em diálogo e união. Quem vai acreditar em semelhantes palavras? Os indignados com os últimos acontecimentos não sentem nenhum apreço por essas palavras, pois há uma enorme contradição. 

Na campanha eleitoral difamaram os banqueiros e os empresários, chamando-os de ricos e inimigos dos pobres. Há indícios de que irão procurar um ministro da fazenda num banco famoso. A pessoa cotada é o presidente executivo do Bradesco, Luiz Trabuco. Segundo informações jornalísticas, ele tem 1% de aceitar o convite. Quem vai querer enfrentar a dificuldade criada pelo próprio PT? O escolhido terá independência para estruturar a economia, segundo as leis próprias da economia, ou deverá ficar debaixo da ideologia do PT?


De onde vem o dinheiro que usam para desqualificar os banqueiros e os empreendedores? Dos próprios banqueiros e empreendedores, além daqueles oriundos da corrupção. Deduz-se que há muita gente conivente com esse status quo - alguns por ideologia, mas a maioria através de uma lavagem cerebral. O bem tem que mostrar a sua cara senão será engolido pelo mal. Este deve ser o papel de todo o homem de bem, que paga o seus impostos e os vê alocados em falcatruas e corrupções.

Caso houvesse transparência (ética), vinda de cima para baixo, muitas pessoas não teriam a oportunidade de se venderem como sói acontecer com muitos empresários, banqueiros e veículos de comunicação. Esforcemo-nos por aumentar o número de pessoas informadas e que sintam indignação pelo mar de lamas que se encontra o nosso país. 


Nenhum comentário: